terça-feira, 26 de janeiro de 2010

A Importância das Relações Públicas para as organizações e a sociedade

Por Aline Derenzi e Heloísa Rezende
A profissão Relações Públicas ainda não muito conhecida na sociedade. Muitas pessoas ao menos sabem de sua existência, e se sabem, não entendem ao certo sua real função.

Perante essa situação, cabe aos próprios profissionais esclarecerem seu papel. Mas como explicar, de maneira fácil e sucinta o que faz um profissional de Relações Públicas?

Em primeiro lugar, se faz necessário que a sociedade entenda que há conflitos de interesses entre as organizações e seus públicos. Se houver sinergia entre os interesses da organização e dos públicos, o lucro será feito. Porém, essa relação não é tão simples como possa parecer. Há a necessidade de um intermediador nesse processo, que é o profissional de Relações Públicas.

O que se deve ter em mente quando uma organização planeja uma ação comunicacional para atingir seus diversos públicos é que não pode existir a ilusão de que todos os receptores irão entender ou aceitar de maneira positiva. Por isso é necessário ter uma visão mais interpretativa da comunicação, do que a meramente mecanicista.

Um modelo proposto para se haver um diálogo melhor entre organização e os públicos, é o Modelo de Interação Comunicacional Dialógica sugerido por Ivone de Lourdes Oliveira e Maria Aparecida de Paula no livro “O que é comunicação estratégica nas organizações?”.

Neste modelo a organização não é o centro do processo comunicacional, mas um dos interlocutores da comunicação. Nessa dinâmica, a organização terá um chamado “espaço comum” com seus respectivos públicos. Este espaço será destinado à exposição de diferentes opiniões entre públicos e a organização, e à negociação, conseguindo bons resultados para ambos. Esses relacionamentos estarão sempre em movimento, de acordo com o contexto.

Em qualquer processo comunicativo a organização tem que entender que o público não é um receptor passivo ao contrário é ativo e tem opinião que influencia direta ou indiretamente os negócios da empresa.

Portanto fica clara a necessidade de ter um profissional de Relações Públicas inserido na alta administração das empresas. Este é o profissional que terá maior percepção da dinâmica organizacional e será capaz de evitar conflitos, prever crises e gerenciar de forma estratégica o relacionamento da organização e seus diversos públicos por meio de ações comunicacionais.

9 comentários:

Diego Galofero disse...

O legal das RP é que não existe uma única definição e sua extensão de área de atuação.

Camila Carrano disse...

Eu sempre me irritei com essa desvalorização e ignorância com relação as verdadeiras funções dos RPs. Depois de um tempo percebi que realmente sempre existirão aqueles que não levam a sério o significado, ou até que possam a vir acreditar que não são necessárias. Entretanto, quem conhece e sabe, tem idéia da importância e do quanto é essencial em todo instante, seja em uma empresa, celebridade, ou qualquer instituição ou personalidade que envolva um relacionamento com um ou demais públicos.

Bom post! Temos que conquistar o espaço merecido a cada dia que passa.

Beijos,
@camilajoaquina

Alexandre disse...

Parabéns pelo texto.
Uma boa reflexão sobre as Relações Públicas.
Abraços,
@alexandre_amc

Heloísa B. Rezende disse...

Se pensarmos bem, ás vezes é difícil para o próprio RP mostrar sua real função e sua importância nas organizações. Agora, imaginem para um total leigo no assunto? Fica mais complicado ainda dar credibilidade à uma profissão "desconhecida".
Acredito que cabe a nós, estudante e profissionais de RP, mostrar o que fazemos e o que podemos agregar para as organizações.
Por isso, parabéns a todos os colaboradores deste blog!


Beijos.

Plataforma RP disse...

A profissão é pouco conhecida ainda e como vocês disseram, temos que continuar conquistando nosso espaço.

Aline e Heloísa, parabéns pelo post!

Ju M Olinto
@PlataformaRP

Aline Derenzi disse...

Obrigada a todos pelos comentários no post!

E parabéns para o A Bordo que consegue mostrar o valor das RP e dissiminar sua real função no mundo corporativo.

Abraços

A Bordo disse...

Muito pertinente a discussão e fico feliz que todos pensam da mesma forma.

A nossa profissão está crescendo e cada um que passa por aqui contribui para o crescimento dela.
Juntos podemos fazer muito pela profissão.

Realmente muito bom o texto meninas.
Helô, agradeço sua participação aqui no A Bordo.

Também agradeço todos os comentários.

Abraços,
Belle
@blogabordo

Kelly Cristine da Silva disse...

Olá meninas
E parabéns pelo post.

Realmente cabe a nós mostrarmos a importância do Rp.
Como a Heloísa disse "como as empresas darão importancia para uma profissão desconhecida???"

Vamos continuar com a divulgando o valor de nossa profissão.

Abraços.

Aristides Carvalho disse...

eu fui escolhido para defender um trabalho,sou estudante de RP gostaria de poder contar com a voSSa ajuda, a pergunta e a seguinte...delinear as responsablidades sociais das organizaçoes e explicar como elas podem cumprir as suas responsablidades sociais de forma eficaz