segunda-feira, 15 de março de 2010

Blogs Corporativos de Lideranças

Por Anamara Oliveira

Frequentemente o uso de ferramentas da web 2.0 torna-se cada vez mais familiar entre os grupos de pessoas, e novas maneiras de se relacionar ganham a vez dentro e fora das empresas. Partindo deste princípio, líderes e altos executivos de todo mundo estão apostando nos blogs para estreitar a comunicação entre seus stakeholders e também entre seus departamentos.

É por isso que dando sequência em nossa série sobre Blogs Corporativos, falarei neste post sobre blogs corporativos de lideranças: o que são, quais as principais vantagens, alguns cases e como as Relações Públicas podem contribuir para o sucesso destas iniciativas.

Um blog de liderança, quando focado no cliente interno, permite um diálogo organizado entre o topo da corporação e seus profissionais, sendo um canal de comunicação transparente e rápido. Nele a vez de falar não é só da liderança, mas também dos funcionários, que por meio dos comentários mantém o diálogo aquecido e enriquecedor.

Esse diálogo favorece a colaboração em todos os níveis hierárquicos, o que no meu ponto de vista, é um dos maiores benefícios deste tipo de blog. Isto porque a partir do rompimento das barreiras hierárquicas na comunicação, surge a expressão do potencial intelectual interno.

Essa expressão fica evidente quando soluções inesperadas são apontadas, quando vem a tona novas idéias para suprir antigas necessidades, e ainda quando surgem sugestões de adaptações em produtos que favorecem sua competitividade, bem como a idealização de novos produtos a partir de uma simples conversa no blog. E melhor, tudo registrado e consolidado em uma espécie biblioteca interna.

Eu acredito que os blogs corporativos de lideranças cabem a maioria dos gestores, inclusive para os que tem equipes distantes geograficamente, como também para um gerente de vendas que precisa constantemente se comunicar, engajar e motivar o seu time de vendedores. Todavia os blogs de lideranças, muitas vezes são personificados como um blog do presidente como veremos a seguir.

Um bom case de blog do presidente, é o do comandante David Barioni, presidente da TAM. Nele, o executivo mantém um diálogo com os seus 24 mil colaboradores, conta como é o dia-a-dia de um presidente e publica sua agenda de compromissos para que os colaboradores saibam como é o seu seu dia-a-dia. Para saber mais sobre este caso, vejam “Presidente da TAM cria blog para se comunicar com funcionários”, publicado pelo Idéia 2.0.

A pergunta que não cala é como ele consegue tempo para escrever no blog e ler os comentários? Na minha opinião como se trata de um blog interno, os colaboradores da TAM certamente sabem identificar se a mensagem é maquiada e se assim for, o blog não conseguiria sustentação necessária para atingir seus objetivos.

Por outro lado, não é segredo que os executivos possuem disponibilidade escassa e aí entra o estabelecimento de governança e boas práticas no blog de liderança. Quanto a governança, vale ressaltar que ela deve estar afinada com a agenda do presidente, deixando claro aos colaboradores a política de uso. Quanto as boas práticas é importante considerar as básicas:

• o post deve ser pequeno, contendo de dois à cinco parágrafos no máximo

• contar histórias da liderança traçando um paralelo com alguma situação atual na corporação

• e sobretudo: apresentar estilo de escrita pessoal

Essa idéia de pessoalidade pode aproximar o colaborador e o presidente, aumentar os casos de admiração, extinguir mitos e levar os colaboradores ao registro de comentários.

Para que esse tipo de projeto possa ser assertivo, o planejamento deve levar em conta o trabalho de relações públicas em parceria com a área de pessoas. Muitas vezes a implementação de um blog de liderança impacta na cultura organizacional e nos hábitos dos colaboradores. Estes precisam ser preparados para receber a ferramenta e participar sem receios com seus comentários.

O mesmo eu diria quanto ao preparo do executivo ou gestor de equipe que será o dono do blog, afinal ele necessita conhecer bem as boas práticas e participar da definição da governança a ser estabelecida.

Existem outros exemplos de blogs corporativos de lideranças mas que são voltados também para os stakeholders, como podemos ver no blog do vice-presidente da Boeing, Randy Tinseth. Neste blog, ele dialoga com o público externo e nesse caso a moderação exerce um papel fundamental, porque o blog é visualizado em toda web o que impacta diretamente em branding. Outros dois exemplos de blogs que seguem esta linha são o blog de Ross Mayfield presidente da Socialtext e o John Dragons Blog do diretor de marketing da Novell.

O que vocês acham desse tema? Quais outros blogs corporativos de liderança brasileiros vocês conhecem?

No próximo post, vamos continuar nosso bate papo falando sobre blogs corporativos de mercado.

Até lá!

2 comentários:

Jéssica disse...

Olá, Anamara!!
Esse tema é ótimo, continue!!

Acredito que toda empresa deveria ter um Blog Corporativo.

Beijos, Jéssica

Anamaria disse...

Jéssica,
que bom que está gostando desta série. Obrigada pela leitura e por visitar o Abordo.
abraços
Anamaria