quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Inglês no mercado de trabalho

Por Adriane Filenga

Até um tempo atrás, saber inglês era um diferencial, dava passagem livre para se trabalhar em qualquer organização. Mas, as coisas mudaram e, hoje em dia, inglês é requisito básico, principalmente na área da comunicação.



Como afirma Carla de Mojana di Cologna, no blog da SinprorpA fluência no inglês não é mais um diferencial - é um requisito essencial, exigido pela maioria das grandes empresas.”


A maioria das organizações de médio e grande porte tem o teste de inglês ou na primeira ou na segunda fase de seleção, antes mesmo da entrevista. O que se pode perceber claramente, é que tudo que colocamos em nossos currículos serve apenas para saber se a organização tem interesse por nós.



Depois de analisarem os currículos, os candidatos escolhidos são chamados para a outra fase, o teste de inglês. Ou seja, você só vai poder falar sobre todos os seus conhecimentos, habilidades e sobre como você poderá contribuir para a empresa, se passar no teste de inglês. Algumas empresas inclusive fazem a fase da entrevista em inglês, e aí não dá para escapar, ou você sabe ou não sabe, não dá para enrolar.



Até mesmo por isso que muitos estudantes se formam e não conseguem trabalhar na área, apesar de terem tirado ótimas notas durante a graduação e de saberem muito sobre sua área.

E nem todos gostam de estudar inglês.



O problema é que às vezes a pessoa até já estudou inglês e se comunica bem, mas investiu apenas em algumas funções. Há casos de pessoas que lêem livros, revistas, artigos e outras coisas em idioma estrangeiro, porém, não praticam a escrita; ou então, se comunicam muito bem verbalmente, mas também não saberiam escrever o que falam. Se a empresa notar isso na fase de seleção, pode eliminar o candidato também.



Agora, se saber inglês tão bem assim é requisito básico, como se destacar?


Além de cursos diferenciados ou para aprofundamento, de trabalhos voluntários, atividades extracurriculares, informática, boa gramática e redação, cuidados com a aparência física, entre muitas outras coisas, saber mais idiomas pode te passar na frente de muitos candidatos.


Além do inglês, alguns idiomas que estão ganhando força são: espanhol, francês, italiano, alemão e mandarim.



É preciso sim estudar o que se gosta, mas nem sempre isso o ajudará a entrar na organização que você tanto quer. Invista em aprender sempre mais, nunca estacionar e achar que já está bom.
Sempre se atualize e saiba sobre diferentes assuntos, não só sobre aquilo que você gosta.

Como afirmam Angela Schaun e Esmeralda Rizzo, no livro “Agências de Comunicação – Teoria e Prática”, 2009, “Ser um profissional de comunicação requer contato nas mais diversas áreas do conhecimento.” Segundo elas, devemos “(...) investir numa formação cultural cada vez mais ampla e diversificada”. E, devido à globalização, isso vale para qualquer profissão.

Sendo assim, após todo este esforço, o resultado vale à pena; você será um forte candidato e terá muito mais chances não só no mercado de trabalho, mas na vida em geral.

4 comentários:

Gabriel Galvão disse...

Inglês, um mal necessário! Enquanto nos esforçamos para aprender essa língua por força de nossas profissões, ainda existem indivíduos que mal conhecem o português e não se expressam como deveriam.

Abraços!

A Bordo disse...

"Um mal necessário" - Isso mesmo Gabriel.
Mas não é somente o inglês, como a Adriane disse, ele não é "um mal" sozinho! rs
Recebo algumas vagas de estágio que devem o inglês fluente e o espanhol ou francês, até o alemão.

Obrigada pela passagem e comentário no blog, espero que venha mais vezes.

abraços,
Belle

Anamaria disse...

O inglês é fundamental mesmo. Quando comecei a estudá-lo, não gostava muito, mas fui tomando gosto. Depois que fiz a minha primeira viagem para o exterior, percebi que é uma delícia ter um outro idioma e poder me comunicar com as outras pessoas, visitar lugares interessantes. A gente aprende muito com tudo isso e é maravilhoso!

Aprendi também um pouco espanhol, que é uma língua encantadora, mas ainda tenho muito que aperfeiçoar.

Na internet, várias informações importantes como da Nielsen Company estão em inglês... e muitas novidades, tendências vem em inglês.

E se você olha por esse lado, da curiosidade e do conhecimento, quando menos espera já tá falando fluente e boas oportunidades de trabalho passam a ser consequência.

Abraços
Anamaria (@Anissyma)

ADM - Barbosa disse...

Interessante teu Blog de grande Importâcia para seus leitores conteudos de boa qualidade, agora sou seguidor tbm. abraços