domingo, 13 de setembro de 2009

Tiros, bombardeios, ataques ... GUERRILHA!

Lica Ornelas é a dona da vez na seção "extras" de hoje. Estudante do 6º
semestre de Publicidade e Propaganda da Universidade de Salvador (Unifacs),
estagia no labotório de Rádio de TV da própria Unifacs e é produtora do
Conecta Podcast.



Sim. E estou falando de Propaganda. De Marketing de Guerrilha.

Pra ambientar, é um tipo de ação de marketing que tem o principal objetivo de não ser o que as outras mídias é. Enfim... é a novidade, é a surpresa... é tudo, menos convencional.


Vale de tudo! Uma plotagem criativa, um aplique em prédios, no chão, atores fantasiados (ou não). A única regra é: SER DIFERENTE!
E pra fazer esse tipo de ação, vale de tudo mesmo. Desde superproduções até coisas bem simples e bem baratas.

As empresas estão descobrindo as maravilhas desse tipo de ação e cada vez mais estão investindo. E são empresas de todos os segmentos possíveis. O mercado brasileiro ainda se mostra um tanto quanto tímido, mas já começa a dar sinais de que serã mais um país gurrilheiro.

Não tem contra-indicação e só tem dado bons resultados.


Um exemplo, foi uma ação da Nike, que deu muito o que falar nos Estados Unidos.



Imagina isso no meio da rua?

Outro exemplo foi da marca 'Royal', que mostrou muito bem que com Royal o seu bolo fica realmente grande.



E a idéia é essa: chamar atenção e gerar o burburinho, a conversa, o boca-a-boca. O buz, como é chamado.


Para entender mais sobre o assunto, indico:
Wikipédia, claro!
Entrevista do grupo Frente Marketing de Guerrilha, de Salvador

3 comentários:

Ocappuccino disse...

Discordo em parte da afirmação 'Não tem contra-indicação e só tem dado bons resultados.'. Uma ação de guerrilha, como todas, necessita de planejamento, de bons argumentos e o mais importante, ser guerrilha mesmo. É só analisar o caso da Biz da Lacta, comprou até merchan no Panico na TV e foi uma péssima ação de guerrilha, muito criticada na rede.

Do resto é isso mesmo, ser diferente.

Abraços, mateus

Lica Ornelas disse...

Quando eu disse que não tem contra-indicação, quis mostrar que todo o tipo de segmento pode utilizar essa estratégia. Mas é claro que tudo está sujeito a profissionais bons ou ruins. A estratégia é boa e se bem utilizada dá mesmo resultados muito bons.

Att,
Lica Ornelas
(licaornelas@hotmail.com)

Natalya Nunes disse...

Ações de guerrilha são uma das coisas mais divertidas da publicidade.

Acredito que o custo x benefício também é ótimo.
Também concordo com o Mateus e afirmo que se deve ter muito cuidado, pois a lembrança desse tipo de ação costuma ser maior, portanto, a imagem que a mensagem passa deve ser positiva.


Muito bom o tema abordado. Adorei!